10 Recomendações para quem procura informação sobre nutrição na internet

Desde que o PNPAS e a Direção-Geral da Saúde criaram este blog temos acompanhado mais de perto o mundo digital e a grande quantidade de informação sobre nutrição disponível na internet. Através do Facebook, Blogs, Pinterest, Twitter, Sites… são múltiplos os formatos para comunicar e aprender sobre alimentação saudável. E felizmente existem muitos espaços de qualidade, bem escritos, com informação útil e atualizados frequentemente… em português. Damos os parabéns a todos os autores e autoras que nos ajudam a comer melhor, a saber mais sobre nutrição e a fazer as escolhas alimentares mais sensatas.

É difícil nomear os espaços digitais que mais gostamos ou confiamos. Nunca seríamos justos e, acima de tudo, seria impossível não esquecer alguém. Por outro lado, o aspeto gráfico e o prazer na leitura nem sempre rimam com qualidade científica, tornando ainda mais difícil uma recomendação. Contudo, e para quem procura informação de qualidade, aqui ficam algumas sugestões para uma escolha sensata:

Verifique se é fácil identificar quem é o responsável pela informação colocada no sítio.

Verifique se existe uma ligação institucional (a uma universidade, a um organismo oficial, a uma organização não governamental, a um instituto) de preferência ligada à saúde.

3º Evite blogs ou sítios ligados a interesses comerciais, a empresas que vendem produtos alimentares, etc.

Verifique se os sítios identificam o nome do autor ou autora e se é alguém que trabalha na área, por exemplo, um profissional de saúde inscrito na respectiva Ordem profissional (Médicos, Nutricionistas, Farmacêuticos…). Por vezes, em alguns sítios descreve-se a biografia do autor, o que ajuda muito.

Verifique se no sítio, blog ou facebook existe um disclaimer” ou “termo de utilização”. Para ler um exemplo, leia o nosso aqui http://nutrimento.pt/termos-de-utilizacao/

A informação alimentar ou nutricional recebida proveniente de um espaço digital deve sempre ser validada por um profissional de saúde, em particular se sofre de alguma doença ou toma alguma medicação. Lembre-se que certos alimentos consumidos em quantidade elevada e regularmente podem, por exemplo, impedir ou potenciar a absorção de medicamentos.

Se quiser mudar bastante a sua alimentação, por exemplo iniciar um plano de restrição energética para perder peso, nunca o faça exclusivamente a partir de informações via internet. Consulte sempre um profissional de saúde antes de iniciar uma modificação drástica na sua alimentação.

Prefira espaços interativos. Onde pode fazer perguntas e verificar o teor das respostas. Compare a mesma informação em diferentes sítios e veja se existe alguma uniformidade.

Se existirem referências a artigos científicos ou outras fontes de informação, veja se é mencionada a informação original e se é fácil lá chegar e ainda se está atualizada.

10º Evite sítios que lhe pedem informações pessoais ou de outro teor sem justificarem muito bem por que razões o fazem e como a irão utilizar.

Imagem retirada de anna maria lopez lopez

1 Comentário , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário: