A inclusão de uma opção vegetariana nos menus das cantinas públicas volta à discussão no Parlamento

Os três projetos de lei que defendem a inclusão de uma opção vegetariana em todas as cantinas e refeitórios públicos vão ser votados esta quarta-feira na Comissão de Agricultura e Mar e a votação final em plenário deverá ocorrer na sexta-feira. Em junho do ano passado foram debatidas propostas em plenário que baixaram sem votação à comissão de especialidade. A grande maioria parlamentar concordou com a “liberdade de escolha na alimentação”.

A proposta de lei aplica-se às cantinas e refeitórios que façam parte da Administração do Estado.

Em novembro de 2016 foi lançado pelo PNPAS o manual “Planeamento de refeições vegetarianas para crianças em restauração coletiva: princípios base”,  apresentando-se soluções que podem contribuir para uma gestão local mais autónoma e participada dos espaços coletivos de alimentação, onde a presença de vegetais de produção local pode contribuir para a melhoria da qualidade nutricional e ambiental das refeições servidas.

A DGS e o PNPAS promovem um modelo de consumo alimentar tendo por base a Roda dos Alimentos, com a presença maioritária de vegetais como hortícolas, frutos, cereais e leguminosas no dia-a-dia. Neste modelo incluem-se também os ovos, carne e peixe, embora em pequenas quantidades, tal como é apanágio do consumo tradicional do mediterrâneo.

Para mais informações sobre a alimentação vegetariana consulte, também, os nossos manuais: “Alimentação vegetariana em idade escolar” e “Linhas de orientação para uma alimentação vegetariana saudável”. 

0 Comentários , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário: