Como combater uma onda de calor através da alimentação

Quando há exposição ao calor intenso ao longo de vários dias consecutivos, o organismo pode ressentir-se, aumentando o número e tempo de duração de cãibras, podem ocorrer náuseas, vómitos, tonturas, alterações na respiração e no ritmo cardíaco. Em casos extremos podem ocorrer golpes de calor e esgotamentos pelo calor, situações que necessitam de cuidados médicos imediatos.

No decorrer de uma onda de calor, a temperatura ambiente aumenta e consequentemente aumenta também a perda de água pela transpiração, sendo esta a principal forma de arrefecimento do corpo. Nestas situações, a prioridade é manter-se bem hidratado e afastado das fontes de calor, sempre que possível.

Por conseguinte é necessário ter em conta alguns aspetos relativos à sua alimentação para que possa prevenir os efeitos do calor intenso durante vários dias seguidos.

  • Deve aumentar a ingestão de água ou infusões sem adição de açúcar ao longo do dia, mesmo que não sinta sede;
  • Escolha alimentos ricos em água como frutos e hortícolas, cozinhados ou em cru, e sopas;
  • Se preferir, pode aromatizar a sua água, de forma natural, adicionado um pedaço de fruta (limão, laranja, lima…), hortícolas (pepino…), especiarias (canela…) ou ervas aromáticas (hortelã…);
  • Quando viajar tenha uma garrafa de água perto de si;
  • As pessoas que sofram de doença crónica, ou que estejam a fazer uma dieta com redução de sal, ou com restrição de líquidos, devem aconselhar-se com o seu médico, ou contactar a linha Saúde Pública: 808 211 311;
  • Devem evitar-se bebidas alcoólicas, com cafeína ou com teores elevados em açúcar, porque podem aumentar a desidratação;
  • Devem fazer-se refeições leves e mais frequentes e evitar refeições pesadas e muito condimentadas;
  • E, ter maior atenção com os recém-nascidos, crianças, idosos ou pessoas doentes, pois mais frequentemente podem não sentir ou manifestar sede, devendo oferecer-lhes água, insistir para que bebam mesmo sem sede e permanecer atento e vigilante.

Por fim, a cor da urina pode ser um marcador do nosso estado de hidratação. Esta deve ser, abundante, incolor e inodora.

Imagem retirada de criswatk

0 Comentários , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário: