O amendoim e a saúde

O amendoim é um excelente alimento que quando consumido com moderação, devido ao seu valor energético, pode constituir uma boa fonte de diversos minerais, vitaminas e fitoquímicos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias na nossa alimentação. Surpreendentemente, o seu valor nutricional é ainda pouco conhecido.

Na composição do amendoim podemos encontrar mais de 20 aminoácidos (100g de amendoim fornecem aprox. 28g de proteína), polifenóis, diversos antioxidantes, vitaminas e minerais. Entre as vitaminas destacam-se a Vitamina E, os folatos e as vitaminas do complexo B, em particular a niacina (Vit. B3) e a vitamina B6. Nos minerais, o amendoim é uma fonte interessante de magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre e manganésio. Recentemente descobriu-se que na sua composição existem ainda resveratrol (um polifenol que pode ser encontrado na película das uvas pretas e no vinho tinto), ácidos fenólicos, flavonóides e fitoesteróis que podem ter um papel importante na regulação do colesterol e na proteção celular. No seu todo, os minerais, vitaminas e substâncias químicas presentes possuem um elevado potencial antioxidante e anti-inflamatório podendo ser muito importantes na luta contra os radicais livres de oxigénio que parecem estar na base da doença cardiovascular e oncológica.

Ainda por cima, os amendoins quando vão ao forno parecem ficar com concentrações aumentadas destes compostos com propriedades bioativas.

Por outro lado, as gorduras presentes no amendoim, essencialmente insaturadas (mono e poli), podem ter um papel interessante na redução das lipoproteínas de baixa densidade (LDL-C) também conhecido como o “colesterol mau” e na proteção cardíaca, podendo ser mais uma alternativa interessante à gordura de origem animal, como a manteiga, para barrar o pão, por ex.

O amendoim possui diversos aminoácidos, mas falta-lhe a L-metionina, um aminoácido essencial. Este aminoácido encontra-se no pão, em particular no pão integral e em outros cereais integrais. Assim, a manteiga de amendoim e o pão integral, complementam-se bem como fonte proteica.

Devido ao seu elevado valor calórico, o amendoim e em particular a manteiga de amendoim, devem ser consumidos com bastante moderação. Mas podem ser uma excelente opção com elevado valor nutricional face a outras gorduras de origem animal. E uma alternativa energética nos regimes vegetarianos e não só. Um dos grandes problemas da manteiga de amendoim pode ser ainda a sua elevada quantidade em sal e gorduras adicionadas no processo de fabrico, mas a manteiga de amendoim pode ser facilmente produzida em casa, com menor custo, teores de sal reduzidos e sem adição de gordura.

Imagem retirada de Michaela Kobyakov.

4 Comentários , Adicione o seu

  1. Viva! Gostaria de saber qual a vossa opinião a respeito do óleo de amendoim.
    Foi-me recomendado para cozinhar, visto poder ser manipulado a latas temperaturas, em oposição ao azeite que só deverá ser consumido cru.
    Aguardo a vossa respostas assim que possível.
    Obrigada e cumprimentos!

    Maria Amorim Guimaraes a 31/05/2016 às 15:39
  2. Mama Mia, gostei. Gracias.

    André Maria a 01/06/2017 às 20:04

Comentar

Adicione o seu comentário: