Os Açores continuam a fazer história na saúde em Portugal!

A partir de hoje as Unidade de Saúde de Ilha (Açores) passam  disponibilizar, de forma gratuita, um suplemento de iodo, sob a forma de iodeto de potássio, às mulheres em preconceção, grávidas ou a amamentar.

O diploma agora publicado, determina a responsabilidade das Unidades de Saúde de Ilha na aquisição e entrega do suplemento de iodo, mediante prescrição médica, no âmbito das consultas de saúde materna/saúde infantil, e visa combater a carência de iodo identificada nas grávidas e lactantes, consideradas como um grupo de risco nesta matéria.

A medida surge na sequência de um trabalho realizado em 2012 pelo Grupo de Estudos da Tiroide, da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, que revelou que “a carência de iodo nas grávidas açorianas era substancialmente superior à encontrada nas grávidas de Portugal Continental e da Madeira”.

O iodo é um oligoelemento essencial à vida que não é sintetizado pelo organismo humano, sendo obtido a partir de fontes exteriores, e tem como função a biossíntese das hormonas da tiroide, que são responsáveis pela regulação do metabolismo celular, nomeadamente pela taxa de metabolismo basal e temperatura corporal, desempenhando um papel determinante no crescimento e desenvolvimento dos órgãos, especialmente do cérebro.

O PNPAS tem vindo a dar relevo a este problema e a sugerir a utilização de sal iodado por parte da população.

0 Comentários , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário:

Outros artigos com a tag: açores