Uma dieta detox para depois das festas

Nesta altura do ano, ou em outras alturas de festejos alimentares, surgem milhares de panaceias de desintoxicação, também conhecidas como bebidas “detox” ou dietas “detox”. Damos a palavra a quem sabe, neste caso ao Prof. Duarte Torres da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, num excelente artigo de opinião publicado no jornal Público:

“…Por muito que se procure, não existem actualmente evidências científicas que demostrem o efeito desintoxicante destas abordagens. Os estudos existentes raramente referem quais são os tóxicos que se pretende eliminar do organismo, qual o mecanismo de ação da terapia, e que benefícios concretos para a saúde daí advêm. Assim é difícil de engolir. Também não é referido como diagnosticar os indivíduos mais contaminados, potencialmente maiores beneficiários do tratamento detox….se o seu processo desintoxicante passar por beber uma água morna salgada de manhã, uma mistura aquosa de sumo de limão, xarope de ácer e pimenta-caiena ao longo do dia, e um chá laxante ao jantar, dieta popular em alguns círculos sociais, aí está claramente a exagerar. Trata-se de um tipo de regime extremamente deficitário em proteínas, ácidos gordos essenciais, algumas vitaminas e minerais. O efeito laxante pode causar desidratação, desequilíbrio eletrolítico e perturbar a normal actividade da flora intestinal, o que não augura nada de bom.”

O texto na íntegra pode ser encontrado aqui.

Imagem retirada de ailton land.

0 Comentários , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário:

Outros artigos com a tag: dieta