ambiente

  • Carne, meio ambiente e saúde

    O consumo excessivo de carne, em particular de carne vermelha e processada, está associada a elevados impactos ambientais e também na saúde. Na última década, acumulou-se evidência científica de que a produção pecuária produz mais emissões de gases com efeito de estufa do que os transportes, no seu todo. Saiba mais.

  • Cápsulas de café proibidas na Alemanha – as questões ambientais estão na ordem do dia

    As cápsulas de café expresso foram proibidas nos edifícios governamentais de Hamburgo, a segunda maior cidade da Alemanha. Para alguns investigadores, estes milhões de cápsulas já utilizadas, demoram 150-500 anos para serem recicladas pela natureza e o seu processo de reciclagem é difícil, pois são feitas de alumínio e plástico. Saiba mais.

  • Outubro, mês em que celebramos a alimentação e a proteção do planeta

    A FAO, através do Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro) celebra este ano, a alimentação como forma de preservar o meio ambiente. Se a alimentação é o principal determinante da nossa saúde e a produção alimentar a atividade humana que mais influencia a saúde do planeta, porque razão lhe damos tão pouca importância no nosso dia a dia? Saiba mais.

  • Peixe, pegada ecológica e saúde

    Portugal é um dos países do mundo com maior consumo de pescado. Certamente um, senão o país europeu onde se trata e prepara melhor o peixe, fruto de uma longa tradição gastronómica e ligação ao mar. E também um dos países do mundo com maior área marítima exclusiva. Saiba mais.

  • Pirâmide alimentar amiga do ambiente

    As preocupações ambientais e um consumo alimentar ambientalmente sustentável estão na ordem do dia. Assim, a Fundação Barilla apresentou recentemente, já neste ano, uma pirâmide com alimentos representativos da Dieta Mediterrânica e uma outra, invertida ao lado, com a pegada ambiental do consumo alimentar. Saiba mais.

  • Cantinas escolares saudáveis e amigas do ambiente

    O sector da restauração contribui bastante para a emissões de gases com efeito de estufa na Europa. Os tradicionais processos de produção alimentar, processamento, entrega e preparação estão ligados à utilização excessiva de combustíveis fósseis, bem como a poluição do solo e da água, à proliferação de plástico e outros resíduos não-orgânicos e à poluição local do ar causada pelo transporte de alimentos dentro das cidades. Saiba mais.

  • A nossa alimentação e as florestas tropicais

    Segundo o relatório divulgado pela Fern, organização não governamental (ONG) de proteção das florestas, uma área florestal equivalente a 1 campo de futebol foi desflorestada a cada 2 minutos com o objetivo de abastecer a União Europeia. Saiba mais.