Crianças

  • Publicidade a alimentos de baixa qualidade nutricional dirigida a crianças – o que fazer?

    Apesar de ter sido votado favoravelmente, a Lei para alteração do Código da Publicidade desceu à Comissão da Especialidade, de onde ainda não saiu e, portanto, permanece sem efeito. Agora que se cumpre um ano desta votação, o PNPAS apresenta dois documentos, que nos obrigam a não abandonar a discussão em torno deste importante e complexo assunto. Saiba mais.

  • Recomendações Nutricionais em Idade Pediátrica: O Estado da Arte

    Foi publicado recentemente na Acta Portuguesa de Nutrição, um artigo com o título “Recomendações Nutricionais em Idade Pediátrica: O Estado da Arte”. Em Portugal não existem recomendações nutricionais oficiais e específicas para a população em idade pediátrica, pelo que esta discussão é importante. Saiba mais.

  • Você sabe o que o seu filho vê online?

    A OMS-Europa lançou recentemente um vídeo que alerta para os efeitos do marketing digital a alimentos e bebidas não-alcóolicas destinados a crianças. Saiba mais.

  • Uma ingestão adequada de iodo pode ser um objetivo alimentar para 2017

    O iodo é nutriente fundamental em todas as idades, particularmente para as mulheres que pensam engravidar, para grávidas, jovens mães, bebés e crianças. A ingestão adequada neste nutriente será um dos objetivos alimentares para 2017. Saiba mais.

  • Planeamento de refeições vegetarianas para crianças em restauração coletiva: Princípios Base

    O nosso sistema alimentar, em particular, o sistema da restauração coletiva tem adiado a introdução de refeições com mais vegetais e em particular de refeições vegetarianas. Muitas vezes, por recear as dificuldades de gestão ou os eventuais aumentos de custo com este tipo de refeições. É esta falta de informação que este documento técnico vem preencher. Dando resposta a um dos objetivos do PNPAS, reunimos profissionais de saúde com experiência técnica e de gestão, e lançamos o repto de produzir conhecimento, capaz de ajudar à tomada de decisão, desmistificando a ideia de que comer vegetariano é mais caro e difícil do que produzir refeições convencionais com carne ou peixe. Saiba mais.

  • Como está o estado de saúde das nossas crianças?

    A adequação nutricional e o status vitamínico e mineral são determinantes para a saúde, crescimento e desenvolvimento dos lactentes. Ao se caracterizar a suplementação em vitaminas e minerais numa amostra representativa nacional (investigação realizada com o apoio do PNPAS/DGS) verificou-se que apenas dois terços dos lactentes portugueses efetuam suplementação com vitamina D, um sexto efetua com ferro e um quarto com vitamina C. Saiba mais.

  • A influência da publicidade alimentar no consumo das crianças

    Em 2004, na revista Appetite, Jason Halford e colegas publicavam um estudo inovador onde se demonstrava o efeito da publicidade televisiva a produtos alimentares e o seu efeito no consumo por parte de crianças, em particular sobre as já obesas. Desde então, são muitos os trabalhos científicos realizados neste âmbito apontando a influência da exposição à publicidade alimentar no ecrã (não necessariamente a televisão) e suas consequências na modificação dos perfis de consumo alimentar por parte das crianças. Voltaremos a este tema em breve. Saiba mais.

  • Alimentação vegetariana em idade escolar

    São cada vez mais as famílias portuguesas interessados em adotar padrões alimentares com quantidades elevadas de vegetais ou exclusivamente vegetarianos, por razões de saúde ou de filosofia de vida. Contudo, esta forma de comer, obriga a alguns cuidados nutricionais específicos e a um planeamento rigoroso no dia-a-dia. Surge assim este Manual, que agora se lança e que pode ser descarregado gratuitamente aqui. Saiba mais.