Nutrição e deficiência(s)

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 10% da população mundial, aproximadamente 650 milhões de pessoas, possui algum tipo de deficiência ou incapacidade. Segundo dados recentes existem em Portugal,  905 488 pessoas portadoras de deficiência numa população residente de 9,8 milhões de indivíduos. 

Tendo em conta os objetivos do PNPAS e considerando as dificuldades que as pessoas portadores de deficiência encontram diariamente para conseguirem fazer uma alimentação saudável, elaborou-se o presente manual intitulado “Nutrição e deficiência(s)”. O documento teve a autoria da especialista na área, Dra. Maria Antónia Campos e contou ainda com o apoio da Dr. Rita Sousa.

12 Comentários , Adicione o seu

  1. Excelente! Muitos parabéns pela elaboração deste manual que traduz a de compilação de anos de trabalho dedicados à nutrição das pessoas com deficiência, nomeadamente as portadoras de Paralisia Cerebral e Doenças Neurológicos Afins.

    Isabel Vieira a 21/03/2015 às 16:07
  2. No nosso quotidiano, as pessoas com deficiência deparam-se com inúmeras dificuldades… Problemas de inclusão social, obstáculos na sua mobilidade, dificuldades na alimentação. Este manual permite-nos ter uma visão realista e conscienciosa de como é a vida destas pessoas. E, como nós sabemos, a alimentação é um dos maiores prazeres do homem, pelo que todos nós devemos ter as mesmas oportunidades de acesso aos alimentos para que possamos garantir um estado nutricional ótimo. A meu ver, este manual aborda todas as temáticas que podem, de alguma forma, influenciar a ingestão alimentar e o estado nutricional de pessoas com deficiência, dando soluções para contornar todos as contrariedades que possam surgir. Simples, coeso, claro e imprescindível nos dias de hoje! Porque ser diferente não é sinónimo de não ser igual!

    Joana Sampaio a 21/03/2015 às 16:19
  3. No nosso quotidiano, as pessoas com deficiência deparam-se com inúmeras dificuldades… Problemas de inclusão social, obstáculos na sua mobilidade, dificuldades na alimentação. Este manual permite-nos ter uma visão realista e conscienciosa de como é a vida destas pessoas. E, como nós sabemos, a alimentação é um dos maiores prazeres do homem, pelo que todos nós devemos ter as mesmas oportunidades de acesso aos alimentos para que possamos garantir um estado nutricional ótimo. A meu ver, este manual aborda todas as temáticas que podem, de alguma forma, influenciar a ingestão alimentar e o estado nutricional de pessoas com deficiência, dando soluções para contornar todos as contrariedades que possam surgir. Simples, coeso, claro e imprescindível nos dias de hoje! Porque ser diferente não é sinónimo de não ser igual!

    Joana Sampaio a 21/03/2015 às 16:43
  4. Parabéns às autoras e em particular à Dra. Maria Antónia Campos. Traduz, sem dúvida, a dedicação e o conhecimento acumulado de toda uma vida a lutar pela dignidade, autonomia individual e independência das pessoas com deficiência. Muito obrigado. PG

    Pedro Graça a 21/03/2015 às 23:41
  5. Parabéns pelo excelente trabalho, pensado para uma população que infelizmente é frequentemente esquecida.

    Embora enfrenta diariamente diversos obstáculos para ter uma alimentação saudável. A qual a maioria, infelizmente, não tem acesso a nutricionista para esclarecer as suas dúvidas.

    Espero que este trabalho seja a “porta de abertura” para outras iniciativas semelhantes na área da nutrição em Portugal.

    Mafalda Mesquita a 22/03/2015 às 01:35
  6. Em Portugal existem atualmente mais de 900 000 mil pessoas portadoras de algum tipo de deficiência. Pessoas que todos os dias se deparam com uma série de dificuldades e que necessitam por isso, de uma atenção e cuidados especiais. Este manual dá a resposta a várias situações com as quais as pessoas portadoras de deficiência se deparam diariamente mostrando que, apesar de poderem existir uma série de limitações, existe sempre uma forma de as minimizar e contrariar.
    Os meus parabéns à Dra. Antónia Campos e à Dra. Rita Sousa pela elaboração deste manual, claro, conciso, simples e acessível a país, cuidadores, técnicos de saúde e outros, que todos os dias lidam com pessoas portadoras de deficiência. A elaboração deste manual é um importante passo na diminuição da exclusão e da diferenciação das pessoas portadoras de deficiência e espero que seja o ponto de partida para que se comece a dar a este tema e a estas pessoas a importância que elas realmente merecem.

    Vânia Gomes a 22/03/2015 às 18:11
  7. Excelente. Parabéns ás autoras pela elaboração deste manual sobre alimentaçao dirigido a tantas pessoas portadoras de deficiencia. Muito informativo, simples e útil. Pela primeira vez publica-se em Portugal um manual tão importante dedicado a uma percentagem enorme da nossa população tantas vezes marginalizada e esquecida. Mais uma vez parabéns.

    Augusta Cunha a 22/03/2015 às 20:21
  8. Este manual, reflexo da entrega apaixonada das autoras, aborda de uma forma clara e simples questões essenciais da nutrição nesta população muitas vezes esquecida. Esclarecedor, útil para portadores de deficiência e cuidadores assume-se como uma boa ferramenta de apoio e consulta de modo a simplificar, solucionando alguns dos problemas encontrados.
    Que seja mais um passo no trabalho com foco na diferença.

    Carolina Almeida a 23/03/2015 às 12:46
  9. Fantástico manual, que de uma forma simples e clara informa sobre os problemas alimentares mais comuns existentes na população portadora de deficiências. Parabéns às autoras principalmente à Dra. Antónia Campos pela sua paixão profissional, que se traduziu na elaboração deste magnifico documento.

    Teresa Trigo a 23/03/2015 às 13:28
  10. Muitos Parabéns ás autoras em particular á Dra. Maria Antónia Campos pelo excelente trabalho, que é sem dúvida uma mais-valia para os portadores de deficiência. Traduz o enorme conhecimento e experiência de anos dedicados á nutrição de pessoas portadoras de deficiência.

    Francisca Palha a 23/03/2015 às 15:17
  11. Muitos Parabéns pelo Manual. Sem dúvida uma área desafiante da Nutrição, onde muitas vezes é desvalorizada. Parabéns Dra. Maria Antónia. Este manual reflecte a sua experiência e dedicação de todo uma vida. Excelente trabalho.

    Filipa Cabral a 27/03/2015 às 19:21

Comentar

Adicione o seu comentário: