Nutrição e Doença de Alzheimer

Lançamos pela primeira vez o manual “Nutrição e Doença de Alzheimer”, em parceria com o Centro Virtual sobre o Envelhecimento, onde se aborda o papel da nutrição e de um estilo de vida saudável na prevenção e progressão da doença de Alzheimer que atinge mais de 130 000 portugueses.

Neste mês de setembro, a doença de Alzheimer é recordada a nível mundial. Assim, produzimos este manual que visa especialmente aqueles que têm como missão cuidar dos doentes fornecendo indicações práticas sobre como ultrapassar os principais e mais frequentes problemas alimentares nesta doença. Além do conhecimento científico mais recente, que se atualiza, neste manual, descreve-se um conjunto de cuidados práticos a ter em conta na alimentação destes doentes em paralelo, e se possível, com o apoio da equipa multidisciplinar na área da saúde onde deveriam estar incluídos técnicos de nutrição e psicólogos.

No seguimento da estratégia do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, o manual aborda a informação científica disponível sobre o papel protetor dos nutrientes e de alguns alimentos, como o peixe, hortícolas, frutas e leguminosas, e ainda de determinados tipos de padrões alimentares com destaque para a Dieta Mediterrânea, na evolução desta doença.

Consulte e descarregue gratuitamente o manual aqui. 

8 Comentários , Adicione o seu

  1. Considerando os resultados de um estudo recente (2015), tudo indica que os excelentes benefícios preventivos das vitaminas do complexo B, estão associados não só a níveis elevados de homocisteina mas também de omega3. Investigadores da Universidade de Oxford descobriram num ensaio clínico que efectuaram, que as pessoas com comprometimento cognitivo leve, que apresentavam níveis sanguíneos altos de ômega3-(>590 μmol/L) e homocisteína, beneficiaram significativamente da suplementação com vitaminas do complexo B pois apresentaram 70% menos redução do volume do cérebro (ao fim de dois anos de estudo), atingindo quase o mesmo grau que é normalmente encontrado em pessoas idosas saudáveis, sem o declínio da memória, ao contrário do que se verificou entre as pessoas com baixos níveis de omega3 (e níveis elevados de homocisteina) e que também tomaram as mesmas vitaminas. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25877495

    Vitor Dauphinet a 04/09/2015 às 14:26
  2. Excelente poder conocer la dieta para las personas con Alzheimer, y para laas personas adultas mayores.
    Centro Diurno de Barva Heredia

    Lourdes Montero Gómez a 05/09/2015 às 18:22
  3. Muito bom.

    Carlos SIlvestre a 05/09/2015 às 21:50
  4. Excelente a iniciativa. Um problema cada vez mais frequente, numa sociedade que envelhece.
    Contribuição e respeito à profissão!

    Christinna Azevedo a 08/09/2015 às 05:23
  5. Muito bom o material, melhor a ideia de disponibilizar o PDF. Prevenção e controle com boas estratégias.

    Sidclei Rangel a 15/09/2015 às 00:24
  6. gostei pois cada vez estmos a envelhecer mais e ha muito pouco sobre esta doenca . Obrigado

    correia a 21/09/2015 às 13:28

Comentar

Adicione o seu comentário:

Outros artigos com a tag: nutrição