Estou a ler:

A indústria alimentar parceira na redução do sal

Notícias

A indústria alimentar parceira na redução do sal

Certos setores da indústria alimentar portuguesa estão a dar passos largos no sentido da apresentação de alimentos mais saudáveis com menos sal e açúcar. Neste caso, parabéns à indústria conserveira que alia sabor e tradição com saúde à mesa.

sardinhas

O consumo excessivo de sal é muito provavelmente um dos principais problemas de saúde pública em Portugal. O excesso de sal na nossa alimentação está intimamente relacionado com o desenvolvimento de hipertensão arterial e com certos cancros, como é o caso do cancro do estômago.

Infelizmente, o consumo de sal em Portugal ronda os 10g/dia quando não devia ultrapassar os 5g/dia.

Para além do reconhecimento crescente por parte da população deste problema, é fundamental que quem produz alimentos e os disponibiliza à mesa tenha consciência do papel central que pode ter na melhoria da saúde de milhões de portugueses. Estima-se que possam existir mais de 3 milhões de portugueses hipertensos.

Certos setores da indústria portuguesa estão a dar passos largos neste sentido e a tornarem-se mais competitivos na grande arena global do negócio alimentar. Outros, escondidos por de trás das desculpas da proteção da tradição ou da segurança dos alimentos, têm recusado este caminho, que é um caminho europeu e mundial, no sentido de alimentos mais saudáveis com menos sal e açúcar.

Um dos setores mais tradicionais da indústria alimentar nacional, está a dar passo seguros no sentido da produção de alimentos recorrendo à pesca sustentável, de proximidade e com menos sal. Algo que se pensaria tecnologicamente difícil há anos é agora modificado com a apresentação de conservas de peixe com menos de 0,20g de sal por 100g de peso escorrido ! Uma quantidade bastante inferior a outras conservas que mesmo assim já têm vindo a diminuir o sal adicionado.  Neste caso, sardinhas com proteína de qualidade, com gordura de elevada qualidade (monoinsaturada do azeite e uma boa fonte de Ómega-3 da sardinha) e ainda Vit. D, para além das demais vitaminas e minerais presentes neste preparado.

Excelentes notícias, para os hipertensos, mas também para todos aqueles que procuram, cada vez mais, saúde e o sabor da nossa tradição à mesa.

 

Nota

O PNPAS e o Blog Nutrimento ou seus autores não possuem, no momento da publicação, qualquer relação com os produtos ou as empresas mencionadas neste texto, nem publicitam produtos a pedido. Ocasionalmente mencionamos boas práticas, quando consideramos importante a sua divulgação.

Tópicos
Notícias

Acompanhe a discussão sobre: A indústria alimentar parceira na redução do sal

Um comentário a “A indústria alimentar parceira na redução do sal”

  1. Carlos Rosete diz:

    Todas as iniciativas que tenham por objetivo a redução de sal, por parte da indústria alimentar, são importantes! No entanto, a redução do teor de açúcar é muito mais importante, uma vez que, na minha opinião, é um dos ingredientes mais tóxicos e prejudiciais para a saúde!!!
    https://www.facebook.com/atelieralimentacaosaudavel/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

  • 23 maio, 2022

    Abertura Concurso Público para o Estudo de avaliação do Regime Escolar em Portugal

    Encontra-se aberto um Concurso Público para a aquisição de serviços para a realização do “Estudo de avaliação do Regime Escolar em Portugal (2017/2018 a 2022/2023)” para a Direção-Geral da Saúde, de acordo com as especificidades exigidas no artigo 13º da Portaria nº 113/2018, e dos artigos 8º do Regulamento (UE) 2017/39, da Comissão, de 3 de […]

    Ler mais
  • 3 maio, 2022

    OMS publicou hoje o WHO European Regional Obesity Report 2022

    A OMS publicou hoje um importante relatório (WHO European Regional Obesity Report 2022) sobre o estado da obesidade na região Europeia. Neste relatório publicado hoje pelo Escritório Regional da OMS Europa para a Prevenção e Controlo das Doenças Crónicas, a OMS destaca que a prevenção e controlo da obesidade deve centrar-se numa estratégia de prevenção […]

    Ler mais
  • 19 abril, 2022

    EFSA’s scientific advice related to nutrient profiling

    A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) publicou hoje a Opinião Científica sobre perfis nutricionais que pretende apoiar a tomada de decisão da Comissão Europeia sobre o modelo simplificado de rotulagem nutricional a adotar na União Europeia e sobre as condições para restringir a presença de alegações nutricionais e de saúde nos alimentos.

    Ler mais