Estou a ler:

Dados do eurostat relativos ao consumo de bebidas refrigerantes açucaradas

Notícias

Dados do eurostat relativos ao consumo de bebidas refrigerantes açucaradas

Segundo os dados mais recentes do Eurostat, em 2019, 9% da população da União Europeia com idade igual ou superior a 15 anos bebia bebidas refrigerantes açucaradas diariamente. Portugal encontra-se abaixo da média Europeia, mas ainda com valores de consumo diários elevados (8,6%). Saiba mais aqui.

Segundo os dados mais recentes do Eurostat, em 2019, 9% da população da União Europeia com idade igual ou superior a 15 anos bebia bebidas refrigerantes açucaradas diariamente. Portugal encontra-se abaixo da média Europeia, mas ainda com valores de consumo diários elevados (8,6%).

 

Estes dados vêm reforçar a necessidade do desenvolvimento de ações como o imposto especial de consumo sobre as bebidas açucaradas e adicionadas de edulcorantes, aprovado pela Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro, e revisto pela Lei n.º 71/2018, de 31 de dezembro, com vista à introdução de novos escalões de taxação. Entre 2016 e 2020 o teor de açúcar destas bebidas sofreu uma diminuição de 17%.

A regulação da publicidade e marketing alimentar, assim como o plano para a reformulação dos produtos alimentares (refrigerantes, néctares, leite com chocolate, iogurtes e leites fermentados, cereais de pequeno-almoço) são outros exemplos de ações que se encontram a decorrer e que podem ter um forte impacto na redução do consumo de bebidas refrigerantes açucaradas em Portugal.

Pode consultar os dados aqui.

Tópicos
Notícias

Acompanhe a discussão sobre: Dados do eurostat relativos ao consumo de bebidas refrigerantes açucaradas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados