Manual das Dietas Hospitalares em audição pública

Manual das Dietas Hospitalares

As instituições de saúde que prestam cuidados nutricionais, devem, através da oferta alimentar, auxiliar na recuperação do doente, aumentar a sua qualidade de vida e reduzir a incidência de deficiências nutricionais e de desnutrição, sendo relevante a existência de estratégias que permitam a manutenção e/ou a recuperação do seu estado nutricional.

O fornecimento da alimentação em ambiente hospitalar proporciona, também, uma oportunidade para adotar hábitos alimentares saudáveis, particularmente no caso de utentes com doenças crónicas associadas à alimentação.

Apesar da maioria dos hospitais possuir um Manual de Dietas, estes diferem de hospital para hospital no que respeita à nomenclatura utilizada, tipologia de dietas, composição das refeições e respetivas capitações utilizadas, com  implicação nos custos e gestão dos processos, tornando-se estratégica a uniformização e padronização de um Manual de Dietas Hospitalar.

Esta uniformização, de âmbito nacional, permitirá um combate mais efetivo à desnutrição hospitalar, promoverá a recuperação dos doentes e a sua qualidade de vida e, simultaneamente, o trabalho em equipa entre os diferentes profissionais de saúde, traduzindo-se numa maior eficiência e racionalização na gestão, contribuindo desta forma para a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde.

Para dar cumprimento a estas exigências, foi nomeado um grupo de trabalho através do Despacho n.º 5479/2017, de 26 de junho, que produziu um Manual de Dietas Hospitalares. O documento pode ser consultado aqui e encontra-se em discussão pública até 21 de janeiro de 2019.

As respetivas sugestões devem ser remetidas para dietashospitalares@dgs.min-saude.pt

 

Consulte o documento aqui.

 

0 Comentários , Adicione o seu

Comentar

Adicione o seu comentário:

Outros artigos com a tag: PNPAS