Estou a ler:

Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19

Notícias

Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19

Este manual descreve de uma forma sistemática e, tendo em conta a evidência científica mais recente, um modelo integrado para a intervenção na área da alimentação e da nutrição, no contexto da COVID-19. Pretende-se reunir num só documento, destinado a profissionais de saúde, mas também a todos os interessados neste problema de saúde pública, diversas ferramentas e documentos, produzidos para acompanhar dinamicamente as necessidades identificadas em diferentes vertentes e fases da pandemia da COVID-19.

Este manual descreve de uma forma sistemática e, tendo em conta a evidência científica mais recente, um modelo integrado para a intervenção na área da alimentação e da nutrição, no contexto da COVID-19. Pretende-se reunir num só documento, destinado a profissionais de saúde, mas também a todos os interessados neste problema de saúde pública, diversas ferramentas e documentos, produzidos para acompanhar dinamicamente as necessidades identificadas em diferentes vertentes e fases da pandemia da COVID-19. Com este manual e documentos anexos, ambiciona-se facilitar e qualificar a intervenção do ponto de vista alimentar e nutricional. Quer no contexto de intervenções de carácter populacional e de âmbito mais geral, quer no contexto da terapia nutricional dos doentes com COVID-19. Assim, este manual encontra-se dividido em três partes. Uma parte inicial, onde se reflete sobre o possível impacto das medidas de confinamento e contenção social no consumo alimentar da população e se descreve a importância da alimentação saudável neste contexto. Nomeadamente o planeamento e compra de alimentos, tendo em conta as boas práticas de higiene e segurança dos alimentos. Dedica-se ainda, uma parte importante, ao tema da insegurança alimentar, dando a conhecer ferramentas de diagnóstico e diferentes modelos de intervenção sobre famílias economicamente mais frágeis, onde será necessário concertar esforços para o apoio alimentar de qualidade.

A segunda parte do manual é dedicado aos grupos identificados como os mais vulneráveis para a COVID-19, entre eles, os idosos e os indivíduos com patologia metabólica crónica que parecem apresentar uma doença de maior gravidade e piores resultados terapêuticos, associados a uma recuperação mais lenta e a maior mortalidade. Para estes, propõem-se alguns modelos de intervenção para a otimização do seu estado nutricional e para um melhor controlo das doenças crónicas de base e, assim, tentar diminuir o risco de complicações associadas à COVID-19. Na terceira parte, encontram-se resumidas as indicações para a prestação de cuidados nutricionais dos doentes com COVID-19, ajustadas às diferenças fases e níveis de gravidade desta doença. Disponibiliza-se um sumário de recomendações específicas e adequadas, tanto para os que lidam com a doença no seu domicílio, e que são a grande maioria, como, para os que se encontram hospitalizados em unidades de saúde, em contextos de maior gravidade da doença. De forma geral, preconiza-se o incentivo da alimentação e nutrição adequadas, e adaptadas à sintomatologia, como uma mais-valia para uma recuperação mais rápida. Dedica-se um capítulo especial aos doentes internados com maior gravidade por COVID-19, onde a terapia nutricional deve fazer parte integrante da abordagem terapêutica.

Por fim, descreve-se a programação da alta do internamento hospitalar e o aconselhamento ao doente e/ou cuidador para a manutenção de um estado nutricional adequado no domicílio. Ao longo do manual existem diversos links e anexos que permitem a operacionalização e/ ou o aprofundar de conhecimentos nas mais diversas áreas. Termina-se com uma ampla recolha bibliográfica que reúne a evidência mais recente. Como qualquer documento do género online, o compromisso com a sua atualização é permanente, seja esta por parte dos autores, ou dos leitores (e bem-vinda). A nutrição tem-se revelado uma peça cada vez mais relevante no contexto desta pandemia, sendo este manual um pequeno contributo para que a intervenção alimentar e nutricional possa fazer a diferença.

Materiais complementares:

Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19 1

Alimentação e hidratação Doentes com COVID-19 em autocuidados 

 

Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19 2

Alimentação e hidratação Doentes com COVID-19 a recuperar em casa após alta hospitalar

 

Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19 3

COVID-19 e estado nutricional dos idosos

 

Tópicos
Notícias

Acompanhe a discussão sobre: Manual de intervenção alimentar e nutricional | COVID-19

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

  • 20 julho, 2022

    Recrutamento participantes | Estudo sobre a exposição das crianças e adolescentes ao marketing digital de alimentos e bebidas

    O Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) da Direção-Geral da Saúde (DGS), em colaboração com a Organização Mundial da Saúde Europa e com o apoio do Instituto de Saúde Ambiental, está a fazer um estudo de enorme relevância em termos de saúde pública com o objetivo principal de avaliar a exposição ao marketing digital de alimentos e bebidas.

    Ler mais
  • 30 junho, 2022

    Estratégia Nacional de Luta Contra o Cancro em consulta pública

    Encontra-se, desde hoje, em consulta pública a Estratégia Nacional de Luta Contra o Cancro (ENLCC), que inclui objetivos e estratégias relacionadas com a área da alimentação e da nutrição, que foram construídos em estreita colaboração com o Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS). A Estratégia Nacional de Luta Contra o Cancro contempla […]

    Ler mais
  • 22 junho, 2022

    Healthier Together – EU Non-communicable diseases initiative

    Vai ser hoje apresentada a "Healthier Together - EU Non-communicable diseases initiative" pela Comissão Europeia. Esta iniciativa abrange cinco áreas principais, entre as quais a área dos determinantes da saúde, onde se insere a área da alimentação e da nutrição, e identifica um conjunto de políticas eficazes e boas práticas que foram selecionadas pelos Estados-Membros e pelas diferentes partes interessadas envolvidas neste processo.

    Ler mais